shadow
Destino Náutico «Baía do Seixal»

Consubstanciado pelo Plano Estratégico de Desenvolvimento do Turismo e no subsequente modelo de desenvolvimento local de náutica de recreio, objetiva-se a constituição da Baía do Seixal como um destino náutico, isto é, um produto único, constituído em rede com parceiros públicos e privados, permitindo a captação de mercados diversos, quer de nautas quer de praticantes de turismo ativo e de natureza, entre outros.

Esta intervenção perspetiva a sustentabilidade ambiental do local, assim como a dinamização económico-social do mesmo, consagrando a qualificação, recuperação e refuncionalização de equipamentos existentes e a instalação de novos.

Tem projetado a implementação dos seguintes equipamentos e serviços, a serem implementados em duas fases de projeto:

1.ª Fase – Projeto Núcleo de Náutica de Recreio do Seixal:

  • - Recuperação e refuncionalização do Cais de Pedra e do antigo Terminal Fluvial do Seixal, criando aproximadamente 65 lugares de acostagem, bem como instalações para equipamentos de restauração;
  • - Criação de fundeadouro para 50 a 70 lugares de amarração;
  • - Implementação do Serviço de Marinheiro para apoio aos nautas (já em funcionamento);
  • - Dinamização de atividades de lazer, recreio e turismo, nomeadamente passeios a bordo de embarcações tradicionais e desporto náutico recreativo.

2.ª Fase – Projeto Núcleo de Náutica de Recreio de Amora:

  • - Reutilização de cais para potencial instalação de unidade de restauração, acesso à água, serviços
  • de apoio a nautas e instalação de pequeno ancoradouro para cerca de 20 a 30 lugares de acostagem;
  • - Qualificação e revitalização das infraestruturas e equipamentos da Associação Naval Amorense, nomeadamente a ampliação e renovação da sede e hangares, assim como a criação de infraestruturas para acesso terra-água e vice-versa;
  • - Ampliação do fundeadouro para 200 lugares de amarração (número provisório);
  • - Reposição de condições de navegabilidade da Baía do Seixal;
  • - Instalação de observatórios de natureza;
  • - Dinamização de atividades de lazer, recreio e turismo, no âmbito dos desportos náuticos.

Inclui igualmente o trabalho realizado por parte do Instituto Hidrográfico, de extrema importância em todo o projeto e que tem como objetivos:

  • - A realização de um levantamento topo-hidrográfico das zonas abrangidas;
  • - A caracterização da maré, das correntes e do forçamento meteorológico à entrada da Baía do Seixal;
  • - A elaboração de um projeto de assinalamento marítimo nas zonas abrangidas e que foram objeto do levantamento topo-hidrográfico.


Projeto cofinanciado pelo QREN - Quadro de Referência Estratégico Nacional

Projeto concluído (frente ribeirinha Seixal - Arrentela).

Outras Áreas de Intervenção: