shadow
Caracterização Biológica da Baía do Seixal

Devido às suas características naturais, a Baía do Seixal apresenta um património biológico importante, nomeadamente no que diz respeito ao ecossistema aquático e às suas margens. Além disso, a melhoria ambiental que se tem verificado na Baía nos últimos anos, permite antever um elevado potencial do local para albergar comunidades biológicas ainda mais enriquecidas.

Desta forma, este trabalho passou pela definição do estado de referência ambiental da Baía, nomeadamente através de uma caracterização biológica nas suas mais diversas vertentes, com a colaboração do Centro de Oceanografia da Fundação da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.

Entre as diferentes componentes biológicas presentes na área, destacam-se os povoamentos de sapal, devido ao seu valor ecológico e estético, as comunidades de macroinvertebrados bentónicos estuarinos, pelo seu papel nas cadeias tróficas e por constituírem excelentes indicadores de qualidade ambiental, os peixes, pelo seu interesse ecológico e comercial, e a avifauna aquática, pela sua importância em termos de conservação e por constituir a face mais visível e emblemática do importante património natural da região. Estas foram por isso as comunidades biológicas desenvolvidas no decurso do estudo.

Os parceiros envolvidos neste projeto são o Instituto Hidrográfico para a componente hidrográfica e hidrológica e Fundação da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa – Centro de Oceanografia para a componente biológica.

Documentação:
Relatório final do estudo de investigação, caracterização e valorização ambiental da Baía do Seixal - Comunidades Biológicas, do Centro de Oceanografia, de janeiro de 2011. Consulte o documento (PDF 16.9MB)

Projeto cofinanciado pelo QREN - Quadro de Referência Estratégico Nacional

 

Projeto concluído.

Outras Áreas de Intervenção: